Plataforma VideoSaúde estreia curta premiado que usa imagens de arquivo

Via Fiocruz/VídeoSaúde

Um século atrás, o mundo foi nocauteado pela pandemia do vírus Influenza, apelidada como “Gripe Espanhola”. Como os artistas do período registraram e refletiram sobre aquele momento único – e tão estranhamente familiar? Por meio de pinturas, charges, poemas, crônicas e filmagens, é possível descobrir o legado da Arte durante a pandemia de influenza. Eis o dispositivo da produção baiana “A Arte nos tempos da Gripe”, que estreia na Plataforma de Filmes em Acesso Aberto da VideoSaúde / Fiocruz.

Um vídeo-ensaio, de caráter educativo e documental, com a finalidade de discutir as transformações que as Artes sofreram no início do século 20 como consequência da pandemia da Gripe Espanhola, e também para reflexão sobre o papel da Arte em períodos de crise. Selecionado por edital da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb) e exibido pelo Festival Internacional de Cinema de Arquivo (Arquivo em Cartaz), edição 2022, entre outras premiações e seleções, a produção do diretor Raul Ribeiro chega à Plataforma de Filmes VideoSaúde Fiocruz para ampliar as reflexões e dimensões que pandemias despertam na cultura.

Acesse o vídeo-ensaio “A arte nos tempos da Gripe diretamente na Plataforma de Filmes em Acesso Aberto da VideoSaúde / Fiocruz, clicando aqui

Ribeiro conta como surgiu o projeto. “Em maio de 2020, quando ainda não se sabia muita coisa sobre o Covid e todo mundo estava em quarentena, a Funceb (Fundação de Cultura do Estado da Bahia) lançou a 8ª edição do edital Calendário das Artes, em que os proponentes deveriam inscrever projetos que pudessem ser realizados em isolamento social para veiculação online. Como eu não tinha a possibilidade de fazer gravações, me ocorreu a ideia de fazer uma pesquisa sobre o período da pandemia de Influenza de 1918-1920 e recolher materiais de arquivo daquele período para montar um documentário, inspirado pelo longa-metragem “Nós que Aqui Estamos Por Vós Esperamos” (1999), de Marcelo Masagão, que é um documentário de arquivo.

Premiações de “Arte nos tempos da Gripe”

• 1º Festival Cine em Transe – Festival de Cinema do Sudoeste da Bahia, premiado como “Melhor Edição e Montagem” na categoria Cinema Independente;

• 1ª MICINE – Mostra Internacional de Cinema do Nordeste, premiado como “Melhor Pesquisa/Tema” em Curta-Metragem

• Mostra Competitiva do Festival Arquivo em Cartaz 2022, organizada pelo Arquivo Nacional

Artistas como inspiração

De acordo com o diretor Raul Ribeiro, o título da produção faz alusão ao livro “O Amor nos Tempos do Cólera”, de Gabriel García Márquez. A pandemia do vírus Influenza, com a qual a pandemia do Covid-19 é muito comparada, varreu o mundo entre os anos de 1918 e 1920, causando a morte de dezenas de milhões de pessoas. No entanto, existe a concepção de que ela não causou um grande impacto cultural na humanidade e logo foi esquecida, ao contrário da Primeira e Segunda Guerras Mundiais. 

“Considerando que a Arte é uma maneira por meio da qual a sociedade pode refletir e expressar suas inquietações, e tendo em vista que a atual pandemia do Covid-19 certamente repercutirá na produção artística dos próximos anos, o vídeo  busca compreender quais foram os possíveis impactos culturais originados pela grande pandemia do século 20, a fim de vislumbrar paralelos e convidar os espectadores, sobretudo os que produzem arte, a refletirem sobre sua condição de registradores de um momento histórico e formadores de uma memória cultural”, conta Raul sobre as motivações para desenvolvimento da obra.

Para a equipe da VideoSaúde, incorporar mais uma produção que trata de pandemias agrega mais um diferencial ao acervo da VideoSaúde e traz diversidade aos dispositivos narrativos nos títulos disponíveis por meio da Plataforma de Filmes da Fiocruz. 
Como os artistas olharam a gripe

O vídeo é ilustrado com trechos de filmagens amadoras e obras cinematográficas da época, bem como fotografias e reprodução de pinturas – imagens que, de acordo com a legislação brasileira, já se encontram em domínio público por conta do período de tempo transcorrido desde sua produção. O vídeo reunirá, portanto, em um só lugar e com linguagem acessível, informações relativas à produção artística do período – cinema, literatura, música e pintura –, tanto no contexto brasileiro quanto no mundial. 

Dos fechamentos de teatros e cancelamento de eventos à paralisação das produções em Hollywood; das pinturas de Edvard Munch às crônicas de Nelson Rodrigues relatando o terror vivenciado durante a pandemia; de um filme francês de 1919 retratando zumbis saindo de covas coletivas às marchinhas brasileiras do grande Carnaval também de 1919, quando os sambistas comemoraram o retorno às ruas: a pandemia deixou sim suas marcas na Arte e na Cultura, e este vídeo é uma oportunidade de apresentá-las e discuti-las.

Sinopse de “A Arte nos tempos da Gripe”

de Raul Ribeiro
BA, 2020, DOCUMENTÁRIO, 16 min., Cor, Digital.

Ficha Técnica:

DIREÇÃO E PRODUÇÃO: Raul Ribeiro

PESQUISA E ROTEIRO: Raul Ribeiro e Ana Clara Callegaro

MONTAGEM E FINALIZAÇÃO: Raul Ribeiro

NARRAÇÃO: Mário Ribeiro

ARTE GRÁFICA: Eduardo Rodrigues

TEMA: Animações, saúde pública

DURAÇÃO: 16 minutos

CLASSIFICAÇÃO: Curtas

GÊNERO: Animação

ANO: 2020

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s